escolhi-farmacia

1 – PERFIL DO CURSO

A organização do Curso de Graduação em Farmácia é definida na modalidade seriada semestral. O curso tem seu projeto pedagógico, construído coletivamente, centrado no aluno como sujeito da aprendizagem e apoiado no professor como facilitador e mediador do processo ensino-aprendizagem. O projeto pedagógico buscar a formação integral e adequada do estudante através de uma articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão/assistência.

Os conteúdos para o Curso de Graduação em Farmácia da FACOL estão relacionados com todo o processo saúde-doença do cidadão, da família e da comunidade, integrado à realidade epidemiológica e profissional. Os conteúdos devem contemplam:

 I – Ciências Exatas – incluem-se os processos, os métodos e as abordagens físicos, químicos, matemáticos e estatísticos como suporte às ciências farmacêuticas;

 II – Ciências Biológicas e da Saúde – incluem-se os conteúdos (teóricos e práticos) de base moleculares e celulares dos processos normais e alterados, da estrutura e função dos tecidos, órgãos, sistemas e aparelhos, bem como processos bioquímicos, microbiológicos, imunológicos, genética molecular e bioinformática em todo desenvolvimento do processo saúde- doença, inerentes aos serviços farmacêuticos;

 III – Ciências Humanas e Sociais – incluem-se os conteúdos referentes às diversas dimensões da relação indivíduo/sociedade, contribuindo para a compreensão dos determinantes sociais, culturais, comportamentais, psicológicos, ecológicos, éticos e legais e conteúdos envolvendo a comunicação, a economia e gestão administrativa em nível individual e coletivo, como suporte à atividade farmacêutica;

IV – Ciências Farmacêuticas – incluem-se os conteúdos teóricos e práticos relacionados com a pesquisa e desenvolvimento, produção e garantia da qualidade de matérias primas, insumos e produtos farmacêuticos; legislação sanitária e profissional; ao estudo dos medica mentos no que se refere à farmacodinâmica, biodisponibilidade, farmacocinética, emprego terapêutico, farmacoepidemiologia, incluindo- se a Farmacovigilância, visando garantir as boas práticas de dispensação e a utilização racional; conteúdos teóricos e práticos que fundamentam a atenção farmacêutica em nível individual e coletivo; conteúdos referentes ao diagnóstico clínico laboratorial e terapêutico e conteúdos da bromatologia, biossegurança e da toxicologia como suporte à assistência farmacêutica.

No desenvolvimento dos estágios curriculares, a carga horária é de 980h (20% da carga horária total do Curso de Graduação em Farmácia) essa carga horária é proposta, com base no Parecer/Resolução, específico da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. O estágio curricular será realizado na FACOL e/ou fora dela, em instituição/empresa credenciada, com orientação docente e supervisão local.

No projeto pedagógico do Curso de Graduação também estão incluídas atividades complementares onde os conhecimentos são adquiridos pelo estudante, através de estudos e práticas independentes presenciais e/ou a distância, através de estágios; estudos complementares e cursos realizados em outras áreas afins.

2 – COORDENAÇÃO 

A Coordenação de curso é a instância executiva e gestora dos cursos de graduação da faculdade. É exercida por um professor da FACOL, designado pelo Diretor. Ao Coordenador de curso cabe a execução de deliberações dos órgãos colegiados da faculdade, o acompanhamento, orientação e supervisão das atividades didático-pedagógicas de seu curso observando-se o projeto pedagógico, fiscalizar o cumprimento do calendário letivo, prestar atendimento e orientação a professores e alunos do curso, promover a comunicação multilateral entre os docentes do curso, transitar pelas várias séries e momentos do curso de modo a propiciar e articular ações que visem efetivar a interdisciplinaridade, dentre outras funções regimentais.

Coordenador do Curso: Prof. Dr. Gustavo Santiago Dimech

3 – OBJETIVOS DO CURSO

3.1 Objetivo Geral

O Curso de Graduação em Farmácia tem como perfil do formando egresso/profissional o Farmacêutico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado ao exercício de atividades referentes aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas e ao controle, produção e análise de alimentos, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

3.2 Objetivos Específicos 

Na formação do Farmacêutico podemos elencar os seguintes objetivos específicos:

I – Atenção à saúde: os profissionais farmacêuticos, dentro de seu âmbito profissional, de vem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde tanto em nível individual quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e contínua com as demais instâncias do sistema de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de procurar soluções para os mesmos. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo;

II – Tomada de decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

III – Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não-verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrange ira e de tecnologias de comunicação e informação;

IV – Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

V – Administração e gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;

VI – Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treina mento/estágios das futuras gerações de profissionais, mas proporcionando condições para que haja benefício mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços, inclusive, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico-profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

 

4 – PERFIL DO EGRESSO:

 O Farmacêutico egresso estará dotado de conhecimentos necessários ao exercício de atribuições profissionais como: pesquisa, desenvolvimento, avaliação farmacológica e toxicológica, manipulação, produção, armazenamento, controle e garantia de qualidade de insumos e fármacos, diferentes formas farmacêuticas, cosméticos e cosmecêuticos, saneantes e domissaneantes e correlatos, nutracêuticos, alimentos de uso integral, enteral e parenteral, desenvolvimento, validação e execução e emissão de laudos de metodologias e técnicas analíticas, voltadas ao controle e garantia de qualidade de produtos e serviços farmacêuticos no laboratório de análises clínicas ou toxicológicas; vigilância sanitária; assistência farmacêutica; atuação multiprofissional, em todos os níveis de atenção à saúde (conforme o Sistema Único de Saúde – SUS), atuando no planejamento, administração e gestão de serviços e setores de atuação farmacêuticos, assistência e atenção farmacêuticas, individual e coletiva.

img111

4.1 Competências e habilidades:

 Após a conclusão da graduação, o novo farmacêutico deverá possuir conhecimentos científicos específicos, capacitação técnica e habilidades para uma atuação ética e responsável em todos os níveis de atenção à saúde, incluindo a relação com o paciente (cliente) e a comunidade. O farmacêutico poderá exercer suas atividades profissionais em: drogarias; farmácias (de manipulação, de homeopatia, ervanárias, fitoterápicas e hospitalares); laboratórios (de pesquisa, análises clínicas e toxicológicas); indústrias (de medicamentos, cosméticos, alimentos e domissaneantes) nos setores de pesquisa e desenvolvimento; órgãos e laboratórios que praticam extração, purificação e controle de qualidade de insumos farmacêuticos de origem animal, mineral ou vegetal; magistério superior das disciplinas privativas constantes da matriz curricular própria do curso; órgãos de regulamentação, fiscalização do exercício profissional, entre outras.

Acolhendo as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Farmácia (resolução CNE/CES 2, de 19 de fevereiro de 2002), o Curso de farmácia da FACOL objetiva formar um profissional com as seguintes competências e habilidades gerais:

Especificamente, o futuro farmacêutico deverá estar preparado para:

■ Reconhecer a saúde como direito do cidadão;

■ Desenvolver assistência farmacêutica individual e coletiva;

■ Interpretar e avaliar prescrições;

■ Atuar na dispensação de medicamentos e correlatos;

■ Atuar na promoção do uso racional de medicamentos;

■ Exercer a farmacoepidemiologia;

■ Desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo;

■ Ser empreendedor, gestor, empregador e/ou líder na equipe de saúde;

■ Atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com ética;

■ Conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos;

■ Ser capaz de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática;

■ Formular e produzir medicamentos e cosméticos em qualquer escala;

■ Desenvolver atividades de garantia da qualidade de medicamentos, cosméticos, processos e serviços onde atue o farmacêutico;

■ Atuar no planejamento, administração e gestão de serviços farmacêuticos, incluindo registro, autorização de produção, distribuição e comercialização de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes e correlatos;

■ Atuar na pesquisa, desenvolvimento, seleção, manipulação, produção, armazenamento e controle de qualidade de insumos, fármacos, sintéticos, recombinantes e naturais, medicamentos, cosméticos, saneantes e domissaneantes e correlatos;

■ Atuar na avaliação toxicológica de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes, correlatos e alimentos;

■ Realizar procedimentos relacionados à coleta de material para fins de análises laboratoriais e toxicológicas;

■ Exercer atenção farmacêutica individual e coletiva na área das análises clínicas e toxicológicas;

■ Gerenciar laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;

■ Atuar na seleção, desenvolvimento e controle de qualidade de metodologias,

de reativos, reagentes e equipamentos;

■ Realizar, interpretar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises clínico-laboratoriais, incluindo os exames hematológicos, citológicos, citopatológicos e histoquímicos, biologia molecular, bem como análises toxicológicas, dentro dos padrões de qualidade e normas de segurança;

■ Atuar na pesquisa e desenvolvimento, seleção, produção e controle de qualidade de hemocomponentes e hemoderivados, incluindo realização, interpretação de exames e responsabilidade técnica de serviços de hemoterapia;

■ Avaliar as interações medicamento/medicamento e alimento/medicamento;

■ Avaliar a interferência de medicamentos, alimentos e outros interferentes em exames laboratoriais;

■ Exercer a dispensação e administração de nutracêuticos e de alimentos de uso integral e parenteral;

■ Realizar, interpretar, avaliar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises de alimentos, de nutracêuticos, de alimentos de uso enteral e parenteral, suplementos alimentares, desde a obtenção das matérias-primas até o consumo;

■ Atuar no desenvolvimento e operação de sistemas de informação farmacológica e toxicológica para pacientes, equipes de saúde, instituições e comunidades;

■ Participar na formulação das políticas de medicamentos e de assistência farmacêutica;

■ Realizar análises físico-químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente, incluídas as análises de água, ar e esgoto;

■ Atuar em órgãos de regulamentação e fiscalização do exercício profissional e de aprovação, registro e controle de medicamentos, cosméticos, saneantes, domissaneantes e correlatos.